O que acarreta a má circulação? Saiba mais agora!

O que acarreta a má circulação?

Há três tipos de circulação no nosso corpo; arterial, venosa e linfática. Para cada uma delas os fatores de mau funcionamento mudam. Nas doenças das artérias o envelhecimento, tabagismo, descontrole da hipertensão, diabetes, colesterol e triglicerídeos são fatores fundamentais para seu surgimento. Nas doenças venosas, o fator genético, as gestações, obesidade, sedentarismo e longos períodos de imobilidade sentada ou em pé contribuem para o aparecimento das varizes das pernas. Já o histórico familiar, tabagismo e situações que levem a restrições de mobilidade contribuem para tromboses venosas profundas (TVP). A má circulação linfática pode ser congênita (a pessoa nasce com o problema) ou adquirida. Neste caso, a causa mais comum são as erisipelas (infeções de pele) de repetição.

Casos na família contribuem?

Casos familiares contribuem para o aparecimento das doenças circulatórias pois revelam duas situações. Existe um componente genético, ou há hábitos alimentares e corponamentais errados como sedentarismo, tabagismo, obesidade, etc.

A alimentação é uma aliada importante na prevenção de doenças vasculares? 

Sim, a alimentação correta é uma grande aliada da saúde do indivíduo, e contribuiu muito na saúde circulatória.

Alimentos podem evitar a má circulação?

Os hábitos alimentares certamente influenciam na obesidade, nos descontroles de taxas sanguíneas como glicose, colesterol e triglicerídeos, fatores que são muito importantes no surgimento das doenças circulatórias arteriais e venosas. Uma alimentação equilibrada e saudável, evidencia pessoas preocupadas com a sua saúde, que ao final é um dos fatores que mais conta.

 

Dr. Abdo Farret Neto – CRM-RN 3332

Angiologista, Cirurgião Vascular e Angiorradiologista