Por que temos edemas (inchaço) na pernas?

Por que temos edemas (inchaço) na pernas?

Edemas ou inchaço nas pernas é uma queixa muito frequente nos consultórios médicos. Mas, afinal de contas, quais são as principais causas e por que os edemas ocorrem?

Em primeiro lugar precisamos entender o que é o edema.

Edema é a presença de líquidos (água principalmente) fora dos capilares. Este acúmulo ocorre no espaço intersticial que é o tecido que está ao redor dos vasos capilares.

Para que os líquidos permaneçam adequadamente dentro dos capilares, e para que os líquidos que estão no espaço intersticial retornem aos capilares é necessário que uma série eventos ocorram, sendo estes os principais:

  • Os capilares devem estar com sua permeabilidade – dada por micro poros – funcionando corretamente.
  • Outro fator importante é a quantidade de proteínas e células que circulam dentro dos vasos, pois são elas que irão criar a pressão oncótica. Esta, é a grande responsável por trazer os líquidos que estão no tecido intersticial (fora da circulação) de volta para dentro dos capilares, ou seja, de volta para a circulação.

Isto entendido, vamos para as principais causas dos edemas.

  • Causas sistêmicas como por exemplo uso de medicamentos – alguns anti-hipertensivos, alguns hormônios -, doenças cardíacas como a insuficiência cardíaca, doenças renais, desnutrições com diminuição da albumina sanguínea etc.
  • Causas mecânicas com aumento da pressão hidrostática, como por exemplo, nos casos de prolongados períodos de imobilidade em pé ou sentados, roupas ou meias que causem efeito de garroteamentos.
  • Causas vasculares como veias com válvulas comprometidas (insuficiência ou refluxo venoso) como nos casos de varizes, ou ainda nas obstruções venosas como nas tromboses dos sistemas profundos. Também entra nesta categoria os edemas pós erisipelas que são ocasionados pela destruição dos vasos linfáticos após a infecção da pele e do subcutâneo.

Do ponto de vista clínico, os edemas costumam piorar durante o passar do dia, melhorando à noite com o repouso, quando ocorre a reabsorção dos líquidos, sendo estes expelidos sob a forma de urina.

Também costumam ocorrer com maior intensidade nos dias mais quentes devido à vasodilatação dos capilares e nos períodos pré-menstruais devido à ação dos hormônios femininos.

Os edemas bilaterais costumam ter origem sistêmica, enquanto os unilaterais costumam ser de origem vascular.

De modo geral, os edemas sinalizam que alguma coisa não está funcionando corretamente com o sistema circulatório, sendo interessante que um médico seja consultado.

Até o próximo post.