Neuropatia Diabética – Por que o diabético sente dormências?

Neuropatia Diabética – Por que o diabético sente dormências?

A Neuropatia Diabética é uma situação que aflige grande parte dos pacientes diabéticos provocando alterações sensitivas que podem ter sérias consequências.

Vamos entender melhor esta situação.

A glicose sanguínea no diabetes, principalmente quando não otimamente controlada, acarreta a hiperglicemia, que agride a microcirculação arterial. Os principais efeitos desta agressão se manifestam na retinopatia, na nefropatia e na neuropatia diabética.

Aqui explicarei como a neuropatia diabética ocorre e quais são as suas principais manifestações (sintomas).

As sensações sensitivas no nosso corpo como frio, calor, toque, aspereza, dor etc., são detectadas por corpúsculos sensitivos espalhados na nossa pele e transmitidas à nossa medula pelos nervos sensitivos – e de lá para o nosso cérebro onde estes sinais são interpretados dando-nos a consciência do que está ocorrendo.

Porém, para que os nervos sensitivos façam o trabalho corretamente é necessário que recebam os nutrientes necessários como glicose, oxigênio, sódio, cálcio e potássio entre outros. A nutrição dos nervos ocorre através de minúsculos vasos chamados de vasa nervorum. Como escrevi no início, a hiperglicemia agride a microcirculação, neste caso, justamente a vasa nervorum levando a uma deficiência de nutrientes aos nervos sensitivos.

No corpo humano, os nervos mais longos são os que inervam as pernas e pés. E, devido ao seus comprimentos estes nervos são os mais afetados pela deficiência de nutrição causada pela vasculopatia diabética.

Como a agressão provocada pela hiperglicemia é sistêmica (em todo o corpo), os nervos das pernas e pés costumam serem agredidos de maneira igual o que provoca sintomas semelhantes em ambos os pés e/ou ambas as pernas.

 

Os sintomas (queixas) mais frequentes se referem a sensações de dormências, formigamentos, queimações, sensações de calor ou frio chegando até a perda completa da sensibilidade nos pés.

A prevenção da neuropatia diabética requer um ótimo controle das taxas de glicose sanguínea, e de outras taxas como colesterol, triglicerídeos, além da manutenção da pressão arterial em níveis normais. A utilização de suplementação de vitaminas B1, B6 e B12 parece também ter efeito benéfico na prevenção da neuropatia diabética.

Até o próximo post.